Arquivo de abril de 2010

1º DE MAIO, DIA DO TRABALHO

sexta-feira, 30 de abril de 2010

1º de maio_cartão

 

 

Agradeço a toda a minha equipe pelo esforço e dedicação de todos os dias PARABÉNS!!

Mural_fotos 

Beijos e Sorrisos a todos!

Drª. Mônica

Não se esqueça de deixar seu comentário e sugerir o próximo tema por email: monica@odontoclinicamonica.com.br

Bruxismo: sinais e sintomas

quinta-feira, 29 de abril de 2010

 

 bruxismo

Olá amigos!

O termo bruxismo refere-se ao hábito de pressionar e ranger os dentes presente em muitos adultos e crianças durante toda a vida. Coloco-me a disposição para tirar qualquer dúvida sobre este assunto. 

O que é Bruxismo?

Se você acorda e os músculos da sua mandíbula estão doloridos ou com dor de cabeça, você pode estar sofrendo de bruxismo – um ranger ou um forte apertar dos dentes. O bruxismo pode fazer os dentes ficarem doloridos ou soltos, e, às vezes, partes dos dentes são literalmente desgastados. Eventualmente, o bruxismo pode acarretar a destruição do osso circunvizinho e do tecido da gengiva. O Bruxismo também pode levar a problemas que envolvam a articulação da mandíbula, como síndrome da articulação têmporo-mandibular (ATM).

Como Saber Se Tenho Bruxismo?

Para muitas pessoas, o bruxismo é um hábito inconsciente. Estas pessoas podem nem mesmo perceber que estão fazendo isto, até que alguém comente que elas fazem um horrível som de ranger de dentes enquanto estão dormindo. Para outras pessoas, é quando fazem um exame dental rotineiro e descobrem que seus dentes estão desgastados ou o esmalte de seu dente está rachado.

Outros potenciais sinais de bruxismo incluem dor na face, na cabeça e no pescoço. Seu dentista é capaz de fazer um diagnóstico preciso e determinar se a origem da dor facial é causada por bruxismo.

Como o Bruxismo é Tratado?

O tratamento apropriado dependerá do que está lhe causando o problema. Fazendo perguntas apropriadas e examinando detalhadamente seus dentes, seu dentista pode lhe ajudar a determinar se a fonte potencial de seu bruxismo. Com base no grau dos danos causados a seus dentes e a causa provável, seu dentista poderá sugerir:

  • O uso de um dispositivo quando dormir. Feito sob encomenda pelo seu dentista e ajustado aos seus dentes, o dispositivo encaixa-se sobre os dentes superiores e os protege de se triturarem com os dentes inferiores. Apesar de o dispositivo ser uma boa maneira para lidar com bruxismo, ele não é uma cura.
  • Encontrando meios de relaxamento. A tensão cotidiana parece ser uma das causas principais do bruxismo, e não importa o que seja que reduza a tensão, pode contribuir – ouvir música, ler um livro, fazer um passeio ou tomar um banho. Procurar alguma terapia auxiliará no aprendizado de meios eficazes de controlar situações estressantes. Adicionalmente, se aplicar uma toalhinha morna e molhada no lado de sua face isto poderá ajudar a relaxar os músculos doloridos devido à pressão exercida.
  • Reduzindo a “exposição” de um ou mais dentes para igualar sua mordida. Uma mordida anormal, no qual os dentes não se ajustam bem, também pode ser corrigido com restaurações, coroas ou ortodontia.

fonte: www.colgateprofissional.com.br

Beijos e Sorrisos a todos!

Drª. Mônica

Não se esqueça de deixar seu comentário e sugerir o próximo tema por email: monica@odontoclinicamonica.com.br

 

Ortodontia

terça-feira, 27 de abril de 2010

Imagem 021_PB

Olá Amigos!

 É rotina em meu consultório a seguinte pergunta:

Drª Mônica meu filho vai precisar ou precisa de aparelho?

Para responder a essa questão, nós dentistas ou ortodontistas necessitamos de alguns instrumentos de diagnóstico , que incluem um histórico médico e dentário completo, um exame clínico, moldes de gesso de seus dentes e fotografias e radiografias especiais, o ortodontista ou dentista poderá decidir se a ortodontia é recomendável e desenvolver um plano de tratamento adequado para você.

Se você apresenta algum dos problemas abaixo, pode ser um candidato para o tratamento ortodôntico:

-Sobremordida, algumas vezes chamada de “dentes salientes” – acontece quando os dentes anteriores superiores se posicionam muito à frente da arcada inferior.

-Mordida cruzada anterior – uma aparência de “bulldog”, quando a arcada inferior está projetada muito à frente ou a arcada superior se posiciona muito atrás.

-Mordida cruzada – ocorre quando a arcada superior não fica ligeiramente à frente da arcada inferior ao morder normalmente.

-Mordida aberta – espaço entre as superfícies de mordida dos dentes anteriores e/ou laterais quando os dentes posteriores se juntam.

-Desvio de linha mediana – ocorre quando o centro da arcada superior não está alinhado com o centro da arcada inferior.

-Diastema – falhas, ou espaços, entre os dentes como resultado de dentes ausentes ou dentes que não preenchem a boca.

-Apinhamento – ocorre quando existem dentes demais para se acomodarem na arcada dentária pequena.

De qualquer maneira o profissional mais indicado para tirar a suas dúvidas é o ortodontista. Ele irá orientar você ou seu filho da melhor maneira possível. Coloco-me a disposição para responder o que estiver ao meu alcance pelo email: monica@odontoclinicamonica.com.br

Beijos e Sorrisos a todos!

Drª. Mônica

Não se esqueça de deixar seu comentário e sugerir o próximo tema por email: monica@odontoclinicamonica.com.br

Escova de dente: cuide bem da sua

quinta-feira, 22 de abril de 2010

 Quem nunca teve alguma afta ou inflamação logo após bater com a “cabeça” da escova de dente na gengiva? Pouca gente sabe, mas é grande o risco de contaminação das escovas de dente por bactérias, principalmente quando elas ficam expostas sobre a pia do banheiro ou mesmo dentro do armário.

Segundo a Academy of General Dentistry (Estados Unidos), o modo como as pessoas armazenam suas escovas de dente pode contribuir para a proliferação de bactérias e causar infecções, como gengivite.

Pior ainda, a doença pode se espalhar entre os membros da família pelo contato entre as escovas. Ainda mais grave: bactérias presentes no ar na hora da descarga do vaso sanitário podem alcançar as escovas de dente sobre os gabinetes e, depois, se instalar na boca do usuário.

Pesquisas científicas detectaram presença até mesmo de coliformes fecais. Muitas pessoas se preocupam com a estética, mas ignoram princípios básicos de higiene bucal, como os simples cuidados com as escovas de dentes. Conheça as dez principais recomendações de higiene bucal:

1- Nunca compartilhe escovas de dente. Não importa se a escova é do seu filho, do seu marido ou mãe. Cada pessoa deve ter sua própria escova de dente, sob pena de ser contaminada com doenças infecciosas caso esse item não seja respeitado; Depois de escovar os dentes, lave a escova com bastante água, tanto as cerdas, como o cabeçote. Espirre spray de clorexidine (Perioxidin, Periogard, Noplak clorexidine, etc) na cabeça da escova e não enxágue. Guarde sua escova na posição vertical. Se outras escovas dividirem o mesmo recipiente, garanta que elas não entrem em contato uma com as outras;

2- Depois de escovar os dentes, lave a escova com bastante água, tanto as cerdas, como o cabeçote. Espirre spray de clorexidine (Perioxidin, Periogard, Noplak clorexidine, etc) na cabeça da escova e não enxágue. Guarde sua escova na posição vertical. Se outras escovas dividirem o mesmo recipiente, garanta que elas não entrem em contato uma com as outras;

 

3-  Não é necessário deixar as escovas de molho em soluções desinfetantes ou mesmo com enxaguantes bucais. Isso acabaria levando a uma contaminação cruzada entre as escovas de toda a família;

4- Nada de soluções caseiras, como colocar a escova de dente na lava-louça, no microondas ou seja lá onde for. Essas medidas podem comprometer o material;

5- Não guarde as escovas em ambiente fechado nem com tampas. O ambiente úmido só contribuirá para a proliferação das bactérias;

6- Mantenha o recipiente com as escovas de dente pelo menos a um metro e meio de distância do vaso sanitário. Outra medida preventiva é baixar o tampo antes de dar descarga e mantê-lo nessa posição sempre que não estiver sendo usado;

7- Escove sempre os dentes antes de dormir. À noite, as bactérias presentes na boca se multiplicam 30 vezes mais se você for para a cama sem tomar esse cuidado;

8- Não se preocupe em comprar uma escova com mil e uma utilidades. O importante não é a cor nem o modelo, mas que a escova permita alcançar todos os dentes e promova uma boa higiene bucal.

9- Troque a escova de dente no mínimo de três em três meses.

10- Mantenha a boca livre de carboidratos para reduzir a ocorrência de cáries. Basta escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia, ou após a alimentação, e enxaguar a boca com água freqüentemente.

Fonte: último Segundo

Beijos e Sorrisos a todos!

Drª. Mônica

Galeria de Fotos

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Galeria

Desejo a todos vocês uma linda semana!

Beijos e Sorrisos a todos!

Drª. Mônica