Fale com a Dra. Mônica

Odontohebiatria: área na Odontologia que cuida da saúde bucal dos adolescentes

A adolescência é uma fase que cabe atenção. É preciso ter cuidado com a abordagem que será feita aos meninos e meninas que estão se despedindo da infância. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde - OMS -, a adolescência pode ser inserida na faixa que vai dos 10 aos 19 anos e é uma fase da vida em que questões sociais e comportamentais interferem muito nas escolhas que determinam a saúde.

A seguir, vamos ver qual o papel do Odontohebiatra na vida do adolescente. 

A palavra hebe em grego significa juventude. A hebiatria aplica-se ao estudo da juventude, que orienta e inclui o adolescente em programas de prevenção e educação em saúde bucal, além de resolver a parte curativa quando necessário.

A adolescência é uma fase definida como um período de intensas transformações, onde são revistos e estabelecidos valores e atitudes, requerendo atenção para essa etapa da vida. 

Sentindo dúvidas em busca de uma identidade própria e diante de tantas mudanças biológicas, psicológicas, emocionais e sociais, o adolescente ainda passa pelo estresse com situações como — vestibular, mercado de trabalho, sexo, namoro, entre outros.  Desta forma, é importante que o dentista trabalhe como profissional da saúde e educador simultaneamente. 

Todo o tratamento deve ser específico e voltado aos anseios do jovem. Portanto, antes de tudo, é coletado informações que chamamos de Anamnese

  • História Médica
  • História Odontológica 
  • Exame clínico geral 
  • Extrabucal 
  • Intrabucal
  • Hábitos  

O dentista precisa estar atento para diagnosticar ou suspeitar de problemas como:

  • Déficit de atenção ou hiperatividade
  • Ansiedade
  • Disforia ( ansiedade, depressão, inquietude)
  • Retraimento ( retração excessiva no contato com pessoas )
  • Distúrbios alimentares 
  • Entre outros.

Muitos desses problemas terão reflexos na boca. A Bulimia, por exemplo, pode causar erosão dental, aumento de cáries, edema de glândulas salivares, mucosite, bruxismo, problemas gengivais, entre outros. 

Por isso, a consulta do profissional deve ser realizada, acima de tudo, com embasamento de conversa e orientação, para prever e, se necessário, iniciar o tratamento.  

Um dos fatores que o profissional precisa avaliar no adolescente, é a higienização dentária. Se estiver sendo feita de maneira equivocada, é preciso ensinar por meio de escova de dentes, fio dental, folhetos, entre outros — as técnicas corretamente. 

O adolescente deve ser incentivado a ser responsável pela sua saúde bucal e deve ter ciência da sua importância.  

Ficou com alguma dúvida sobre o atendimento desse profissional para com os adolescentes? Deixe o seu comentário abaixo. 
 

Resp. Tec. Dra. Mônica Savariz | CRO SC 4758
Unidade Pedra Branca (48)3283-0354 | WhatsApp: (48)99164-7898
Acesse o Whatsapp neste link https://bit.ly/2Ly9SAR 
Unidade São Lucas (48) 3242-9420 |  (48) 3033-5101 | WhatsApp: (48) 99136-7399 | (48) 99146-4763
www.odontoclinicamonica.com.br
 
Voltar

Comentários

Indicações da Dra. Mônica

Essekabe - Desenvolvimento Profissional Odonto Clínica Mônica